quinta-feira, 8 de junho de 2017

One Man Guy – Michael Barakiva


  As coisas nem sempre são fáceis, principalmente se você e um garoto armênio criado nos E.U.A, e mesmo assim tendo que seguir a cultura em que seus pais acreditam, mesmo você tendo vontade de conhecer coisas novas.

  As coisas para Alek nunca foram muito fáceis, depois de não conseguir entrar para turma especial como seus pais queriam, Alek ao invés de viajar com sua família nas férias de verão terá que ficar em casa e frequentar o curso de verão se quiser realizar a vontade dos pais e entrar para as turmas especiais da escola.

  Mais o que deveria ser um castigo aos poucos acaba se tornando uma coisa boa, Alek sempre teve vontade de conhecer Nova York, mais para os seus pais ele ainda era muito novo para visitar sozinho a “Grande Cidade”, mais isso não impedia que todo dia Alek parasse para ver o trem que seguia para a cidade.

  Mais em um desses dia algo diferente acontece, Alek tem um encontro inesperado com a turma de desistentes da escola, e se não fosse por um alguém especial Alek teria se dado muito mal.

  As aulas de verão acontecem monotonamente, mais tudo mudo quando Alek encontra em sala o desistente que ajudou ele, Ethan.

  Alek acaba se envolvendo aos poucos pelo charme que Ethan tem, e em um dia no caminho para a escola, tudo vai mudar na vida dele. Coisas inesperadas acontecem, Alek aos poucos deixa de ser o garoto armênio que os pais deixaram em casa para poder viajar, e passar a ser mais confiante de si próprio.

  Nesse livro nós podemos acompanhar não apenas a descoberta de Alek sobre as suas opções, seus desejos, seus medos, mais também podemos ver como e seu amadurecimento, como depois de alguns acontecimentos a relação ruim que ele tinha com seu irmão, acaba se tornando em uma “ótima” amizade.

  Independentemente da sua opção sexual, esse livro na minha opinião não e apenas um livro sobre um cara se descobrindo, mais trata do seu amadurecimento, um livro que todos deveriam ler.

Eu espero que vocês tenham gostado, até a próxima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário