segunda-feira, 21 de março de 2016

Meu Primeiro Amor.



  E com esse maravilho titulo que eu começo a escrever o novo texto do blog, pelo titulo alguns podem estar imaginando que eu estou falando do filme (se você ainda não viu, vai se tratar que isso deve ser doença) mais na verdade eu estou falando dos primeiros amores que nos temos nas nossas vidas.


  O primeiro amor, o mais obvio de todos acontece logo quando nos nascemos, independente do que possa acontecer como nos podemos não amar a mulher que nos da à vida, independente de sermos tão pequenos, nos nem sabemos o nome pro que nos sentimos, mas nos sabemos que existe algum sentimento.

  Logo depois vem o nosso próximo amor, e geralmente sempre e por alguma professora de escola, ou se não por alguém que esta ali junto da gente, nos achamos que e amizade, mais lá no fundo tem alguma coisa a mais, não e simplesmente amizade, quando aquela pessoa especial divide o seu único doce com você mesmo sabendo que aquele não era o horário de comer, mesmo sabendo que a qualquer momento alguma professora pode aparecer e pegar aquele único doce.

  Eu tenho que confessar pra vocês eu tive sim um amor na época de escola, mais a verdade e que ate hoje eu não sei se realmente existiu ou se foi simplesmente uma peça que a minha cabeça pregou no meu coração.

  Logo depois dos amores de escola, e quando nos começamos a conhecer os nossos amores internacionais, e quando nos podemos assistir aquele filme em que o personagem principal não e o Simba, eu acredito que um dos meus primeiro amores internacionais  foi quando eu assisti um filme chamado Da Magia a Sedução, eu ma apaixonei por ele, me apaixonei pela historia de Maria e de como ela sofreu por causa do amor, eu sei que alguns podem não entender o meu amor por esse filme, mais eu acredito que lá no fundo, existe alguém que como eu ama esse filme.
Logo após os nossos amores cinematográficos, vem aquilo que nos chamamos de amor platônico, quem nuca teve um.

  Acredito que todos já tiveram um, ou dois, ou meia dúzia como e o meu caso, eu tenho a incrível mania de sentir isso pelas pessoas mais improváveis do mundo, e aquela pessoa mais velha da natação, e aquela figura mitológica que caminha pelos corredores da escola, que nunca vai olhar pra você, mais que você sempre olha quando passa, e por aquela pessoa que conhece todos os seus segredos e ti considera um irmão, e que por causa disso você nunca vai dizer o que realmente sente por ela, e que mesmo que você encontre ela com outra pessoa, mesmo que você sofra com isso você simplesmente vai olhar e dizer, que lindo casal que vocês formão.

  E depois de ter passado por tantas desilusões amorosas, nos acabamos não levando tão a serio quando surge uma nova pessoa na nossas vidas, nos simplesmente achamos que muitas vezes e somente mais uma pessoa, quando na verdade ela pode ser a pessoa mais importante.

 
Resumindo tudo, na vida todos nos sempre temos um primeiro, segundo, terceiro amor  e por ai vai, ate quando nos encontramos a pessoa certa, eu com meus vinte poucos anos ainda não encontrei, mais e vocês já encontraram.


Nenhum comentário:

Postar um comentário